O Canto da Sereia – 1º Capítulo

Quem matou Sereia?

Essa é a pergunta que vai parar o Brasil pelos próximos meses. Mentira, são quatro dias só e já descobriremos a autoria desse crime… E que crime, viu? Matar Ísis Valverde deveria ser punido com pena de morte.

Mas, por mais batida que essa pergunta possa parecer, esse é o mote central de O Canto da Sereia, minissérie que a Globo estreou nesta última terça-feira, 08/01, baseada na obra homônima de Nelson Motta, a série é escrita por George Moura, Patrícia Andrade e Sergio Goldenberg, com supervisão de texto de Glória Perez (Salve Jorge), direção geral de José Luiz Villamarim e direção de núcleo de Ricardo Waddington, ambos de Avenida Brasil.

E, até mesmo pela equipe atrás da série, meu interesse surgiu assim que começaram a aparecer as primeiras chamadas. Já li esse livro quando estava na escola e, embora não me lembre de muitos detalhes, gostei muito da trama. Quando vi os nomes por trás de Avenida Brasil cuidando da direção da série e, por ter apenas 4 episódios, imaginei que fariam um trabalho fantástico com o material base e nos trariam um thriller de tirar o fôlego, com um ritmo alucinante e um suspense bem afiado. Ledo engano. O que vimos nesse primeiro episódio foi uma série com um ritmo bem lento, que não conseguiu, de cara, nos apresentar sua proposta. Afinal, o acontecimento mais importante desse episódio nós já sabíamos há meses, através das chamadas.

Mas isso também não quer dizer que essa estreia foi um lixo retumbante e que todo o trabalho de direção foi péssimo. De fato, não achei o texto isso tudo, ainda mais considerando que o material base, escrito por Nelson Motta é bem rico. Aliás, incompreensível a não participação de Motta na criação da minissérie, mas como não sei detalhes sobre os bastidores, não me aprofundarei neste ponto. Quanto à direção, este merece elogios, mesmo que a cena mais impactante do episódio tenha sido a morte de Sereia – que já havíamos visto várias vezes – esta, contextualizada, e sua sequência, foram a melhor parte deste episódio e servem como um bom cartão de visitas. Minha ressalva com a direção, como já adiantado, foi unicamente pelo caminho pelo qual essa decidiu trilhar, apresentando um primeiro episódio mais calmo, mas, estas são escolhas do diretor e, como tal, devem ser respeitadas.

Não me aprofundarei muito à trama, uma vez que neste primeiro episódio apenas conhecemos Sereia (Ísis Valverde) a musa da música baiana que, no auge da carreira, parece estar passando por alguma crise e isso reflete na forma como trata as pessoas que a cercam, que são as típicas pessoas do meio musical. No momento de maior brilho de uma estrela da música baiana, o Carnaval de Salvador, Sereia é misteriosamente assassinada em cima de seu trio, no meio da Avenida, chocando toda a sociedade baiana, e fazendo uma dúzia de pessoas tornarem-se suspeitas desse crime.

O episódio foi bem didático ao espalhar cenas que compromete cada um dos personagens principais e, em razão disso, temos em mente que do maquiador ao Governador da Bahia, todos são suspeitos. Mas nada de ficar confabulando muito. É comum a contos policiais sair apresentando motivos e álibis a todos os suspeitos logo de cara, derrubando ambos com o tempo.

O elenco pode ser o grande ponto forte da série que, com muita gente de Avenida Brasil (figurinhas fáceis nos núcleos de Waddington), mistura rostos conhecidos e muita gente talentosa pra levar a série adiante. E, mesmo que o episódio tenha sido praticamente para Ísis Valverde brilhar, tantos outros nomes tiveram destaque, como Marcos Palmeira, Camila Morgado e Marcelo Médici, até mesmo Margareth Menezes apareceu em sua participação especial para mostrar que como atriz, ela é uma ótima cant… Deixa pra lá!

Assim, com o choque de ver Ivete Suellen Sereia morrer no maior momento de uma musa do axé no ano, só nos resta acompanhar os próximos três episódios e fazer nossas apostas. Os principais suspeitos são o chefe de segurança Augustão (Marcos Palmeira), a amiga e publicitária Mara Moreira (Camila Morgado), o (ex-)produtor Paulinho de Jesus (Gabriel Braga Nunes), o marqueteiro Tuta Tavares (Marcelo Médici), a Mãe de Santo Marina de Oxúm (Fabíula Nascimento), e até mesmo o maquiador e braço direito “Só Love” (João Miguel) e o Governador do Estado da Bahia (Marcos Caruso) podem ter encomendado a morte de Sereia…

E para você, caro leitor, QUEM MATOU SEREIA?

Observação:

 Ísis Valverde dispensou dublagem e contou, ela mesma, os sucessos indecentes (prestem atenção nas letras, são geniais) de Sereia… O pior é que na minha timeline do Twitter tinha muita gente falando que ela canta melhor que Cláudia Leitte… Procede? Acho Ísis tão linda que pra mim, tudo o que sai de sua boca é como se fosse um canto de uma sereia mesmo, então, não posso me manifestar nesse aspecto. Me hipnotizo.

PALPITE: Hoje fico com Camila Morgado. Não tenho razão específica. É porque sempre tive medo dela mesmo.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000250422840 Filipe Degani

    Olha, o episódio foi tão curto que não dá nem pra sonhar em especular nada sobre o assassino. Meu palpite é de que vai ser uma coisa bem óbvia.
    Espero só que tenham vários flashbacks na estrutura narrativa, porque …vamos falar a verdade. 99% da audiência de O Canto da Sereia é pra ver Isis Valverde, quero ver mais dela…

    E alguns spoilers há bastante tempo dão conta de que Sereia é uma taradona…pega geral (sem distinção de gênero)… Veremos!

  • http://www.facebook.com/isadora.kristina Isadora Kristina

    “Hoje fico com Camila Morgado. Não tenho razão específica. É porque sempre tive medo dela mesmo.” Exatamente hahaha

  • nina muniz

    “Vamos abrir a roda, enlarguecer, vamos abrir a roda enlarguecer” – sucesso de Sara Jane nos anos 80

    Gostei muito desse primeiro episódio. Eu não tinha visto nada sobre a série então eu legitimamente tava pensando que a série era sei lá… sobre Iemanjá!! Ainda não li esse livro, mas vou procurá-lo.

    Meu palpite é o maquiador.

  • http://twitter.com/LuaN0va Luana Nova

    Pra mim foi o ex-Gabriel Lindo Braga Nunes <3
    Mentira foi a Camila, motivo do crime passional :) ela era apaixonada por Sereia :S

  • Messinho’

    Pelo o que eu percebi, a dinâmica agora parada vai acelerar, já que é isso que lhe desgostou, rsrs (só que não sei porque não gostei de Marcos Palmeira, outro ator acho que faria melhor). Mas focando na história, eu me interessei em ler o livro-crônica-whatever depois da série, por que acho que no livro está mais explicadinho, sei lá. Acredito que a própria Sereia se matou, pois ela parece que viu que ia ser morta, ou baixou o santo nela e fez ela olhar e abir os braços em direção ao assassino (cena maravilhosa). Ela pode ter arquitetado sua própria morte pra ficar marcada na história, vai saber desse povo famoso doido. Cara, ela tinha problema. E com relação a fama de pegadora, eu acho que ela pegava até Só Love, e o tal que agarrou ela no meio do povo pode ser o namorado traído de Só Love. E a mãe de santo namorava o outro cara que ela também pegou. Tem ainda Camila Morgado (que sempre imagino ela como uma psicopata, haha) que também parece ter dado uns amassos nela. Fora Gabriel Braga Nunes (seria um melhor no papel de Marcos palmeira). Acredito que gostei beeeem mais do que você do episódio, só achei curto – ou passou rápido demais. Coloco essa série depois de A Cura e Som e Fúria (que foi fantástica), pelo menos nesse episódio, pra mim. Enfim, Thiago (parabéns pela review, eu desejei tanto que alguém resenhasse ela aqui), segue uma das músicas educativas: – Vamos abrir a roda. Enlarguecer. Tá ficando apertadinha, por favor. Abre a rodinha, por favor. Abre a rodinha, por favor. Abre a rodinha kkkkkkkkk

  • http://twitter.com/JPaulo645 João Paulo

    Adorei a review Thiago, boa surpresa ter a análise da minissérie no site. Ai sim, senhor Michel Arouca, mandou bem kkk.

    Gostei do episódio, achei a produção caprichada e concordo com a review Isis Valverde brilhou (aliás também sou muito fã dela, achei que cantou muito bem também), mas acho o capítulo pecou bastante na apresentação dos personagens achei um pouco apressado, podiam ter dado um pouco mais de desenvolvimento, mas acho que no tem como sanar isso nos três últimos episódios, mas o elenco tá muito sólido Márcio Caruso, Camila Morgado, Marcelo Médici, Fabiula Nascimento, Marcos Palmeira, João Miguel e outros, espero que cada um tenha um papel crucial na resolução do caso.

  • http://twitter.com/Quel_ah Raquel Alves

    Gostei dessa primeiro episódio, realmente foi um pouco lente e cheio de personagens pra gente se lembrar depois.

    Mas a Isis Valverde Sangallo brilhou muito, fiquei surpresa com o nível de atuação dela, tava o jeito igualzinho da Ivete, e sim, não se saiu nada mal cantando axé, tendo em vista outras cantoras do gênero.

    Agora “Vamos abrir a roda, enlarguecer, vamos abrir a roda enlarguecer”, não sai da minha cabeça e aposto que vai bombar (de novo) no carnaval.

    * Por favor, quem matou a Sereia foi a Cláudia Leitte.
    Motivo: imita a Ivete melhor que ela.

  • Deyvid

    “Hoje fico com Camila Morgado. Não tenho razão específica. É porque sempre tive medo dela mesmo.”

    também acho que foi a Mara amarga.

    ♪vamos abrir a roda…♪

  • http://twitter.com/Quel_ah Raquel Alves

    Eu até que gostei do Marcos Palmeira, mas imaginei o Wagner Moura fazendo aquele papel, ia ser demais.

  • Gustavogm

    Também achei esse primeiro capitulo meio lento, achei que a minissérie já começaria com a morte da Sereia, mas apesar disso gostei demais da produção. A Ísis está fantástica e cantou muito bem, melhor que a Mlk. hahahaha

    Quanto ao assassino, acho que a Camila Morgado seria obvio demais. Fico entre o Só Love ou ela mesma ter encomendado o seu assassinato.

    Morri com a trilha sonora! A musica da rodinha já vai ser o hit do verão!!!

  • Messinho’

    kkkkkkkkkkkkkkkkk “Motivo: imita a Ivete melhor que ela.” que podre. kkkkkkkkkkkkkk de jurada de reality a assassina de semelhantes…

  • Whiskas Sachê

    Pessoal reclamando de reviews de minissérie nacional. Como se nos EUA só existisse séries incríveis e os brasileiros só produzissem porcarias.
    A nossa TV aberta é sim uma tragédia, mas vez ou outra aparecem produtos com qualidade de filme europeu (não estou dizendo que é o caso dessa série, ainda não assisti), nem tudo o que a gente produz é lixo e nem tudo o que os EUA mandam pra cá é ouro, basta ver a situação da música pop atual por lá (mesmo a do Brasil estando pior ainda).
    Vamos abrir um pouco a mente pessoal? Afinal, é no Brasil que vocês moram.

  • Gabriel Elias

    Eu já estava sentindo falta de uma produção brasileira que me interessasse. Espero que o desfecho seja bom, e a que a produção continue legal.

  • Loli

    Durmo cedo, mas vou fazer um esforço pra ver a série, principalmente por ser baiana de Salvador.. rs.. não é muito comum ver a cidade em novelas e séries da Globo. Gostei também do sotaque que fizeram, bem mais próximo ao real do que a Globo costuma fazer. Ísis tá mandando muito bem. Um ou outro ator ainda acha que falamos como Pernambuco com o “t” e “d” sólidos, mas tudo bem.
    Eu tava achando que seria o Só Love o assassino, mas depois li o comentário da Mariana Bortoletti e tô achando que ela tá certa, viu?

  • Pablo

    Exatamente. Só que os EUA tem muito mais produções do que nós, e mais patrocínio também, por isso tem mais qualidade por lá do que aki, mas no critério porcaria estamos empatados com eles proporcionalmente.A cada 20 novelas no Brasil, 4 presta. A cada 60 séries nos EUA, umas 12 são boas, o resto eh mais do mesmo, séries de investigação, bla bla bla, Policial, bla bla bla, comedias ruins do chuck lorre, bla bla bla, e The walking dead.

    Se tivessemos uma renda que eles tem por la talvez fossemos ate superiores a eles.

  • Diego

    Olha, tive que assistir ao BBB pra ficar acordado e, no fim das contas, acabei gostando mais dele do que da série. É triste eu sei, mas é verdade.

    1 – Isis demais
    2 – Margareth como delegada só convence se fosse em Carrossel

    3 – Também aposto na Morgado
    4 – Ótimo texto, Thiago
    5 – Faltou Carminha

  • http://www.facebook.com/joao.b.junior.35 João Batista Aguiar Junior

    Tomara que algum psich não copie a ideia da microserie e saia matando as “maravilhosas” cantoras/dançarinas de axé que aBUNDAM em nosso país.

  • Gustavo Oliveira

    Quem matou foi Abu Nazir, deu um tiro via wireless.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000486969222 Amanda Nogueira

    CSI BAHIA já é minha série preferida!!
    Não podiam ter colocado Claudia Leite pra levar tiro em cima do trio não?! o.O
    Sacanagi matar a ísis…

    brincadeiras a parte, ísis Valverde deve ter feito pacto com todas as mães de santo de Salvador, pra ser tão bonita e talentosa…
    Gostei muito da minisérie e fiquei com gostinho de quero mais… Quem matou Sereia? ;O

  • DexterBrasileiro

    Valeu pela dica , aguarde novidades , vc é o cara , como eu não pensei nisto antes…-não vejo a hora !

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000486969222 Amanda Nogueira

    Sereia morta é culpa da Nina!

  • http://twitter.com/car_alves Carlos Alves

    Isis NUNCA é demais.

  • Richard

    Pensei na mesma coisa e olha que nem havia lido a review ainda…

  • Diego

    Exatamente Carlos!

  • Diego

    rsrsrs sempre!

  • Emanuel Oliveira

    É realmente triste ver que ainda tem uma quantidade de gente que pensa que nem o amigo Mauro Henriques ali, que produto feito pra televisão só é bom se vier de fora.

    Sejamos sinceros, se você pelo menos uma vez na vida já parou pra ver alguma série ou minissérie produzida aqui no Brasil (seja pela tv aberta ou fechada) então tem total consciência da qualidade das produções nacionais. Só pra refrescar a memória teve: Hoje é dia de Maria, Som & Fúria, Maysa, Capitu, O Alto da Compadecida… E ainda uma incrível produzida pela HBO: Alice.

    Talvez eu até entenda que não gostem das séries nacionais pelo simples fato do que se tratam e do seu conteúdo. Sim, eu entendo de verdade. Várias delas eu também não cheguei a acompanhar porque eu simplesmente não gostei da sinopse ou me interessei pelo que ia ser tratado na trama, mas nunca considerei uma porcaria. Não seria justo.

    É preciso entender também que as séries nacionais tendem a tratar de assuntos que condizem com a nossa realidade, e eu acho isso absolutamente válido. Se você espera de uma série nacional tratar de assuntos que envolvem: CIA, FBI, idade média e historias de terror tipicamente da cultura americana então acho que esteja esperando a coisa errada do lugar errado. Pense o quanto poderia ser constrangedor uma versão de CSI brasileira, porque sabemos que as coisas não funcionam assim aqui no nosso país, essa não é a nossa realidade. Enfim, espero que tenha ficado claro meu ponto de vista. Abraços.

  • Cassim

    Gente, então para a sereia fazer sucesso deve que fazer um pacto com Iemanjá, ou seja, com o diabo desta forma, o mesmo veio buscar o que fora prometido! Lembrando que antes de morrer ela perdeu seu amuleto, e viu uma gaivota voando, e isso no candomblé simboliza a passagem para outra dimensão. Mas a morte é claro que foi tramada por quase todo elenco incluindo sua mãe de santo… FIQUEM ATENTOS!!

  • Matheus

    Povo idiota!!! Essa mania de achar que as produções do Brasil são ruins. São muitas vezes que as americanas, de longe. Temos melhores atores e melhores produções. Parem com esse pensamento imbecil de que tudo no Brasil é ruim.

  • Rafael

    Nunca pensei que fosse ver uma review dessas no SM… mas por que não?

  • Eduardo

    Tenho certeza que foi o maquiador que a matou! parece que ele é aficcionado pela beleza de sereia (ele tira fotos, vive ao lado dela) e por isso a matou (como ocorreu com outros artistas na vida real). Percebe-se também que ele foi o único que não apareceu no capítulo após o assassinato de sereia. Por isso o considero o maior suspeito do assassinato (:. Aguardemos o próximo capítulo!

  • Pablo

    KKKKKKKK, quem dera abu nazir matasse cantores de axé…. talvez a carrie não dedurasse onde ele estava

  • Loli

    Capitu é a coisa mais linda que já vi na tv.

  • Messinho’

    Fora essas séries ainda me lembro de Dalva e Herivelto, do verão do ano passado, achei muti boa, teve Derci, que eu até hoje não sei o que pensar, e essas que você citou algumas eu nem lembrava mais, mas foram muito boas mesmo…

  • Messinho’

    Ele apareceu sim, logo após ela morrer, e ter aquela cena onde todos os personagens apareciam individualmente, ele estava numa escada.

  • Sandra

    Não li o livro, mas pelo o que eu soube, essa história dela ter uma doença, querer morrer no auge, foi o que realmente aconteceu no livro. E o diário fala sobre tudo a respeito, por isso ninguém quer que seja publicado. Mas acredito que a Globo deva mudar o final. Não vejo o Augustão como suspeito. Voto no Só Love!

  • Carmen

    Tem Aline também,que é um show de série,bem atual,bem feita, divertida, louca e linda!Nem sei por que, mas adoro aquela série, depois dela comecei a ler aquelas tirinhas indecentes do Adão Iturrusgarai, uma pena que não teve publico…